Mãe D'água - Domingo, 15 de Julho de 2018

História

A Instalação do município de Mãe d'Água. Desde os tempos antes da fundação da cidade, a localidade já chamava-se Mãe d'Água, devido a grande quantidades de olhos d'água existentes na fazenda do Sr. Leonardo Alves Cambuim.

Tudo começou por volta de 1840, com chegada à região do Sr. LOURENÇO ALVES CAMBUIM (falecido em 1877) e sua esposa ANTONIA MARIA do ESPIRITO SANTO CAMBUIM. Casal idealizador da cidade de Mãe d'Água juntamente com seus 9 filhos, 6 homens e 3 mulheres. A seguir:

1º LEONARDO ALVES CAMBUIM, (principal fundador da cidade, nasceu em 1850, faleceu em 1933 aos 83 anos no Sítio Riacho do Cipó, município de Santa Terezinha PB. Sepultado em Mãe d'Água);

2º PEDRO ALVES CAMBUIM (faleceu solteiro 1920, Sitio Alecrin);

3º EMILIANO ALVES CAMBUIM, (faleceu Junho 1949 no Sitio Alecrin) esposa MARIA TEREZA de JESUS NUNES FERREIRA, (7 filhos). Filha de Francisco de Calaz Nunes Ferreira e Tereza Maria de Jesus Nunes Ferreira;

4º CIRILO ALVES CAMBUIM, esposa Joaquina Alves da Costa (Quininha) 6 filhos;

5º JOÃO DE DEUS ALVES CAMBUIM (JANJÃO) 1ª esposa, Liberalina dos Passos Dantas, (Bela Dantas) 1 filho, 2ª Esposa Maria Ferreira de Souza, (Mariínha) 5 filhos;

6º MANOEL ALVES CAMBUIM (NECO CAMBUIM) esposa Francisca 1 Filho, Faz Cabaças, município Santa Teresinha PB.

7ª JOANA ALVES CAMBUIM esposo Tenente Benício Alves Caluete.

8ª ROSALINA ALVES CAMBUIM esposo Capitão Manoel Felipe.

9ª GENUINA ALVES CAMBUIM (MEMINA), nasceu 1849, faleceu solteira em 1949, Sítio Covão, no dia que completou 100 anos.

Esta já numerosa parte da Família CAMBUIM, idealizaram, fundaram e contribuíram definitivamente para o crescimento e desenvolvimento da cidade de Mãe d'Água.

Deixaram parte de seus familiares na região de Monteiro, Carirí Paraibano, e nas cidades Pernambucanas de Buíque; Bom Conselho; Canhotinho e Brejo da Madre de Deus. Migraram para cidade de Teixeira por ouvir falar que era frio, logo pensaram que era brejo, ao chegarem em Teixeira, perceberam o equívoco, desceram a serra do Teixeira, e se estabeleceram nos sítios Mãe d'Água, Alecrin, Cacimbas e Covão, todos no município da hoje Mãe d'Água PB. A cidade ganhou o nome da fazenda do seu principal fundador, o Sr. Leonardo Cambuim, que doou o patrimônio à igreja (as terras da sede do município), e a imagem da padroeira Nsª Srª das Dores, que por intermédio do Padre Cícero Romão, mandou trazer de Roma na Europa.

No inicio de 1917, o Sr. LEONARDO reuniu seus irmãos EMILIANO, CIRILO e JOÃO DE DEUS, em sua fazenda, onde hoje é a sede da cidade de Mãe d'Água, e decidiram realizar o sonho de seus iniciar a construção da capela, que foi concluída em 1920, e ofereceram a Santa da devoção da Família CAMBUIM Nsª Srª das Dores, que passou a ser a padroeira da cidade.

O mestre da construção foi José da Costa Cambuim (Zezé Cambuim, filho do Cirilo e sobrinho dos demais). 1917 é o ano que se podemos considerar como o da fundação da cidade.

A imagem de Nsª Srª das Dores chegou de Roma em 1918, no Sítio Riacho do Cipó, na residencia do Sr Luiz de França Cambuim, município de Santa Terezinha PB, ficou até 1920, esperando a conclusão da capela, de lá vei em procissão sendo recebida na povoação em grande festa, nos primeiros meses de 1920. A capela após várias reformas foi elevada a categoria de Matriz. Os familiares de LEONARDO CAMBUIM e moradores das redondezas, reuniram-se e organizaram a primeira feira livre, realizada em uma latada junto à casa grande da fazenda, situada exatamente no local onde hoje é a residencia da família Nunes, que aos poucos trouxe grande movimento. Nos dias de hoje, a feira livre é realizada nas terças feiras.

A emancipação política foi no dia 26 de dezembro de 1961, tornando-se sede de município, sendo desmembrado do município de Teixeira PB.

SIC PRESENCIAL

Rua Luiz Furtado de Figueiredo, 48, Centro | CEP: 58720-000 Mãe'Dágua - Paraíba

HORÁRIO DE ATENDIMENTO

Segunda a sexta-feira das 08h às 13h